Ainda é possível ganhar dinheiro com o Tesouro Direto, mesmo com a SELIC a 5,5%?

Como você deve estar acompanhando há algum tempo, a nossa Taxa Básica de juros (a SELIC) vem sendo reduzida de forma muito intensa e constante, desde o final de 2016, mas mais intensamente à partir do meio de 2017, vindo de um patamar altíssimo da ordem de 14,25% ao ano para os atuais 5,5% ao ano, e com perspectivas de mais reduções à frente.

Durante a época do auge da taxa SELIC, muitas aplicações atreladas a essa taxa chegaram a pagar mais de 1% ao mês de rendimentos, sendo que algumas, inclusive, alcançaram patamares perto de 1,4% ao mês!!!

Por melhor que tenha sido essa fase para todos aqueles que tinham parte ou a totalidade de seu patrimônio em Aplicações de Renda Fixa, essa fase de rendimentos estratosféricos, infelizmente, já ficou para trás!

Com o aumento da estabilidade econômica que o Brasil está vivendo, principalmente devido às Reformas Estruturais sendo aprovadas, com especial destaque à Reforma da Previdência e à Reforma Trabalhista, além da perspectiva da aprovação mais à frente da Reforma Tributária, a percepção de segurança generalizada do mercado frente à Economia brasileira vem aumentando, o que nos possibilitou chegar à menor taxa SELIC da História!

Porém, ainda é possível SIM viabilizar ganhos acima dessa faixa de 5,5% ao ano!

Para isso, é essencial que você entenda um pouco mais sobre os diferentes tipos de Títulos que podem ser adquiridos do Tesouro Direto e que tipo de rendimentos cada um oferta.

O Título do Tesouro Direto que paga MENOS nesse momento, é o chamado “Tesouro SELIC”. 

Ele é um Título do tipo “pós fixado”, ou seja, como sua rentabilidade é diretamente atrelada à Taxa SELIC, a sua rentabilidade oscilará de acordo com a variação dessa Taxa. Se a SELIC, no futuro subir, esse Título pagará mais, e se a SELIC no futuro cair, ele pagará menos!

Porém, existem outros Títulos disponíveis que oferecem taxas MUITO MELHORES nesse momento, chegando a algo em torno de 30% mais rendimentos quando do vencimento desses títulos!

São eles:

– Tesouro Prefixado: Título atrelado à SELIC mas com taxa fixa na aquisição do título

– Tesouro IPCA: Título atrelado à Taxa de Inflação medida pelo IPCA, que paga no vencimento do título, uma taxa fixa pré contratada somada a toda variação da Inflação do período.

Veja na tabela abaixo, as rentabilidades ofertadas no dia de hoje (10 de Outubro de 2019) para os títulos do tipo “Tesouro IPCA”


Como pode ser visto acima, e sabendo que o IPCA se encontra na faixa de 3% ao ano, alguns títulos estão pagando taxas, nesse momento, em torno de 6,5% ao ano, ou cerca de 20% acima do Tesouro SELIC.

Na tabela a seguir, apresentamos as rentabilidades ofertadas no dia de hoje (10 de Outubro de 2019) para os títulos do tipo “Tesouro Préfixado”:

Na tabela acima, novamente verificamos que existem Títulos do Tesouro Direto com taxas muito superiores, no momento, à taxa do Tesouro SELIC, com alguns deles pagando até 6,85% ao ano, ou cerca de 27% a mais!

É bom ressaltar que as taxas aqui apresentadas são informadas diretamente pelo site do Tesouro Direto (www.tesourodireto.com.br), e são relativas aos valores que serão pagos quando do Vencimento desses Títulos. Para eventuais resgates antecipados, esses valores podem variar, dessa forma ressaltamos que é muito importante se ter uma visão de longo prazo quando se trata de investimentos, em especial quando se tem uma visão de formar uma reserva de segurança para o Futuro!

Como você pôde verificar, conhecendo melhor os tipos de Títulos disponíveis no mercado, entendendo as características de cada um deles, e se dispondo a manter aplicações de longo prazo, é sim possível, mesmo com SELIC a 5,5% ao ano, obter rendimentos bem acima da média, em aplicações muito seguras como o Tesouro Direto.

Recomendados