Dicas para declarar o Imposto de Renda sem erros.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
declarar o imposto de renda

Apesar da pandemia, declarar o IR é uma obrigação, apesar do período de entrega ter sido prorrogado

O prazo para entrega do documento termina às 23h59 do dia 30 de junho e quem vai pagar o imposto pela primeira vez tem muitas dúvidas sobre qual a maneira correta de declarar o imposto de renda e acaba se enrolando um pouco nessa hora.

Para começo de conversa o famoso e, ao mesmo tempo temido Imposto de Renda é o valor descontado pelo Governo Federal do rendimento anual do trabalhador ou da empresa.

Aqui no Brasil, o órgão responsável pelo IR é a Receita Federal. Aquele que for obrigado a declarar, e não entregar o documento no prazo certo está sujeito à multa.

Publicidade

Portanto, separamos abaixo as melhores dicas para declarar o imposto de renda no tempo correto, sem erros, evitando assim cair na Malha Fina. Leia até o final, e se informe!

Quem deve declarar o Imposto de Renda?

Segundo dados e informações da própria Receita Federal, todas as pessoas que receberam rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 no ano passado, devem ser contribuintes do imposto de renda.

Os demais casos são:
– Quem recebeu rendimentos isentos, não-tributáveis ou tributados
exclusivamente na fonte, superiores a R$ 40 mil, em 2019;
– Quem, no ano passado, teve receita bruta superior a R$ 142.798,50 em atividade rural;
– Quem pretende compensar, no ano-calendário de 2019 ou posteriores, prejuízos com a atividade rural de anos-calendário anteriores ou do próprio ano-calendário de 2019.
– Quem, até o final de 2019, era proprietário de bens superiores a R$300 mil; – As pessoas que tiveram ganhos de capital na alienação de bens ou direito ou aplicaram em bolsas de valores, de mercadorias, de futuros ou assemelhadas em 2019;
– Quem vendeu, no ano passado, imóvel residencial e usou o recurso para compra de outra residência para moradia, dentro do prazo de 180 dias da venda, e optou pela isenção do IR;
– Pessoas que passaram a residir no País em qualquer mês do ano passado.

declarar o imposto de renda

Erros mais comuns que devem ser evitados

1- Nunca lance valores de rendimentos tributados exclusivamente na fonte na ficha de rendimentos tributados;
2- Não preencha a ficha de ganhos de capital no caso de alienações de bens e direitos;
3- Não relacione nas fichas de rendimentos tributáveis, não tributáveis e exclusivos na fonte valores referentes a dependentes de sua declaração;
4- Não relacione nas fichas de bens e direitos, dívidas e ônus, ganho de capital e renda variável valores referentes a dependentes de sua declaração;
5- Não relacione valores de aluguéis recebidos de pessoa física na ficha de recebimento de pessoa física.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Quer receber as notícias mais quentes do mercado?

Concordo com o envio dos dados pessoais acima que serão utilizados pelo MoneyNews no fornecimento de conteúdo informativo e publicitário nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.