Você sabe como viver de renda?

Poucos objetivos na vida são mais comuns entre todo mundo do que: Viver de Renda!

Poucos não. Na verdade, acreditamos que esse seja um sonho na vida de 10 em cada 10 pessoas!

Mas essa é uma possibilidade EXTREMAMENTE DIFÍCIL de se concretizar para 99% das pessoas, pois passa antes, por condições que levam muito tempo para se concretizar e, para “piorar”, dependem de um comprometimento e de características pessoais que necessitam estar absolutamente “à flor da pele”.

Uma questão é importante ressaltar desde já: Existem 2 formas de você planejar seus investimentos futuros. Uma forma diz respeito a um acúmulo de patrimônio muito grande mas sem abrir mão de trabalhar, e outra forma em que você está focado em acúmulo de capital para que em um dado momento, momento esse que se pretende que seja o mais cedo possível, a pessoa poderá obter uma renda mensal oriunda dos seus investimentos.

São 2 linhas de planejamento com grandes diferenças entre si! Nesse artigo focaremos especificamente na Geração de Renda mensal!

Então vamos lá citar detalhadamente as questões que precisam ser “resolvidas” para se viabilizar uma vida com renda oriunda de seus investimentos:

– Acumular patrimônio suficiente:

Como falamos acima, existem diferenças entre um planejamento de investimentos focados em acúmulo perene de patrimônio e um planejamento focado em geração de renda a partir de um certo momento. Mas é importantíssimo saber: Acúmulo de capital não necessariamente prevê uma renda futura, MAS, se quiser Viver de Renda, TERÁ OBRIGATORIAMENTE de acumular um capital grande.

Para isso, somente tendo uma visão de longo prazo pautada diariamente por acumular o maior volume possível de capital, no menor tempo possível. De outra forma, ou você terá uma renda num prazo muito mais distante do que o previsto, ou então uma renda muito inferior (ou ambos).

Então lembre-se: Renda só vem com Investimentos. Se não tiver o que investir, não terá renda.

– Use o Tempo a seu favor

Sabendo que a Acumulação de Patrimônio para Geração de Renda é uma estratégia de Longo Prazo, então isso automaticamente significa que você terá muito tempo para prover as condições técnicas e pessoais para viabilizar um acúmulo cada vez maior de capital.

Dessa forma, mantenha-se constantemente focado em avaliar se a profissão que você possui hoje, as características de mindset atualmente em prática por você, as pessoas que o rodeiam, a localização geográfica em que você está hoje, o seu planejamento de uso do tempo, etc, tudo está de fato colaborando de forma eficiente para esse objetivo tão importante.

E caso verifique, em qualquer dado momento, que necessita ajustar quaisquer dessas condições e características, use o tempo que te é disponível para corrigir, otimizar ou mesmo alterar completamente o curso dessas situações!

No fim, lembre-se sempre: todo “longo prazo” um dia virará curto prazo, pois o tempo passa para todos nós, dessa forma, ajustar o curso dos acontecimentos de sua vida o quanto antes é, e sempre será, uma verdadeira vantagem competitiva na vida de qualquer um que pretende viver de renda um dia!

– Aprenda a lidar bem com Renda Variável e Risco

Adoraria te dizer que se mantiver tudo em Renda Fixa, a vida toda, isso facilitará o seu caminho rumo à riqueza. Porém, infelizmente, isso não é bem assim.

É óbvio que colocar seu patrimônio enquanto é acumulado em uma Renda Fixa é certamente melhor do que guardar no colchão, ou no armário. Porém, sabendo que a maioria das rendas fixas cobrem a inflação e geram de fato ganhos reais pequenos, pra que essa seja uma saída viável de fato pra você viver de renda no futuro, seria necessário que você tivesse um salário ou coisa que o valha atualmente extremamente alto, pois só assim seria possível viabilizar um acúmulo de patrimônio rápido o suficiente.

Você sabia que na maior parte dos países ricos, com especial destaque aos Estados Unidos, cerca de 60% da população tem investimentos no mercado de ações e que, inclusive, boa parte deles lidam pessoalmente com o gerenciamento do capital que propiciará a tão sonhada aposentadoria? E você sabia que no Brasil, em compensação, menos de 1% da população tem investimentos em ações?

Essas 2 estatísticas denotam algo importante: países mais bem desenvolvidos tem, no mercado de ações, uma fonte de enriquecimento e gestão de patrimônio, enquanto países menos desenvolvidos como o nosso, tem no mercado de ações, uma fonte infinita de lendas e tabus.

Nossa dica é claríssima: aproveite o tempo que você tem para aprender a lidar bem com risco, gerenciamento de capital e, principalmente, como fazer bom uso do mercado de ações como fonte geradora de ganhos acima da renda fixa para seu patrimônio. 

Só um exemplo: nos últimos 20 anos, o rendimento médio da Poupança foi de 7,7% ano, enquanto o Índice Bovespa se valorizou em média 20,7%. Se você tivesse aplicado 50mil, na Poupança hoje você teria cerca de R$220mil, enquanto na Bovespa hoje teria perto de R$ 2.000.000,00. 

Não queremos aqui dizer que investir em ações é simples, mas tendo em vista a diferença brutal de rendimentos entre ambos, não é, no mínimo, muito importante tentar entender melhor sobre esse assunto no intuito viabilizar uma aceleração importante no ritmo do acúmulo de capital?

Pense nisso!

Recomendados