Você sabe o que significam as principais siglas do mercado financeiro?

Se tem algo que o Mercado Financeiro tem às dúzias são Siglas, não é mesmo??? CDI, LCA, FGC, FII, SELIC, etc. São muitas mesmo!

Nesse artigo vamos desmistificar cada uma das principais siglas existentes, e garantimos que depois desse artigo, tudo ficará muito mais simples para seu entendimento!

Primeiramente, é essencial explicar que o motivo de existir tantas siglas no Mercado Financeiro, diz respeito à simplificação do entendimento de certas questões, assuntos ou instrumentos de negociação no mercado!

Somente um exemplo bem simples: O que é mais fácil de se dizer?

– Quero investir num CDB que rende 100% do CDI?

OU:

– Quero adquirir num título do tipo Certificado de Depósito Bancário cujo rendimento equivale a 100% do Certificado de Depósito Interbancário?

Obviamente que a primeira opção é, de muito longe, a mais simples de se falar.

De qualquer forma, não importando qual a mais fácil de se dizer, compreender em detalhes o que significa é uma outra coisa, e abaixo detalharemos cada uma das principais Siglas do Mercado Financeiro:

– CDB: Certificado de Depósito Bancário. Esse título de Renda Fixa nada mais é do que uma forma de investimento em que você empresa dinheiro para o Banco ou Corretora de Valores, e ele, em troca, te paga um rendimento, que pode ser pré ou pós fixados, em cima do valor emprestado. Em boa parte dos CDB´s, a rentabilidade negociada é atrelada ao CDI, cujo significado será explicado no próximo tópico.

– CDI: Certificado de Depósito Interbancário. São títulos negociados somente ENTRE OS BANCOS. Quando um Banco necessita ao fim do dia, de um valor para fechar suas contas naquele dia, por exemplo, porque teve muito mais saques do que depósitos. Dessa forma, para equilibrar as contas, os Bancos emprestam entre si através de títulos intitulados CDI, cuja rentabilidade está ligeiramente abaixo à da taxa SELIC. Essa taxa fica conhecida no mercado como a Taxa CDI, que costuma referenciar as Rendas Fixas. No tópico abaixo, explicaremos o significado da sigla SELIC.

– SELIC: Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Ela é a chamada “Taxa Básica da Economia”, determinada pelo Banco Central em uma reunião que ocorre a cada 45 dias no seu Comitê de Política Monetária (COPOM). Ela, basicamente, é a taxa básica que o Governo brasileiro irá remunerar os credores de sua Dívida. Por ser a taxa mais segura do país, pois está atrelada ao Risco Soberano do Estado Brasileiro, ela é a taxa que referencia TODAS as demais taxas negociadas no Mercado Financeiro, e tirando o CDI, praticamente nenhuma outra taxa fica abaixo dela.

LCA / LCI: Letra de Crédito do Agronegócio / Letra de Crédito Imobiliário. Basicamente é uma forma de Renda Fixa, onde você empresta dinheiro para o Banco, que utilizará esse dinheiro para financiar Agricultores ou o Setor Imobiliário

LC: Letra de Câmbio. É uma forma de Renda Fixa, onde você empresta dinheiro a uma Financeira. Risco aumentado, obviamente, pois é uma empresa menor que está tomando o Risco.

FGC = Fundo Garantidor de Crédito. É uma Instituição Privada, sem fins lucrativos, mantidas pelos Bancos, e que no caso de algum Banco participante falir ou tiver problemas financeiros e não conseguir honrar os pagamentos, esse Fundo, em tese, garantirá os investimentos dos que aplicaram em Títulos desse banco, até o limite de R$250mil reais por CPF, por instituição. Esse Fundo é uma instituição muito importante no mercado pois funciona como um redutor importante de riscos financeiros para os investidores. Um detalhe importante é que em caso de necessidade de uso do FGC, ele garante até R$250mil do valor investido. O rendimento que você eventualmente tivesse direito no período não será ressarcido.

IPCA / IGPM: Índice de Preços ao Consumidor Amplo / Índice Geral de Preços do Mercado. São os dois principais índices de Inflação do Mercado. São eles que servem de referência de avanço ou recuo de preços no mercado, e em segunda instância, como medidas de “saúde” da economia, pois cenários muito inflacionários, ou deflacionários (inflação negativa) costumam ser indicadores importantes de que a economia passa por problemas. Alguns títulos de Renda Fixa tb utilizam esses 2 indicadores como referência de remuneração. Por exemplo, ao invés de prometer 100% do CDI, algumas aplicações prometem a variação do IPCA + um prêmio (ex.: IPCA+3%).

Como vocês puderam perceber, muitas vezes, o simples fato de saber do que se trata a sigla, já facilita muito o entendimento qual a função dela, além de auxiliar na compreensão da relação entre muitas delas.

O que importa mesmo, no fim das contas, é entender que as siglas não são formas de esconder informações, mas somente de facilitar a comunicação entre as pessoas, e acelerar o entendimento de assuntos diversos.

Recomendados